Feliz acaso

Sempre fui um fã de folk, aquela coisa bem “voz e violão”, mas sempre foi uma coisa muito ocasional: nunca cheguei a achar uma boa banda folk. Uma ou outra passavam perto, outra tinha aquela ou outra música no estilo, mas sempre um “tropeço de sorte”.

Estava eu um dia desses “fuçando” a internet pelo StumbleUpon e encontrei esse vídeo:

Nem ia assistir o vídeo por falta de paciência, mas enquanto eu fazia alguma outra coisa o vídeo carregou sozinho e começou a tocar. Tanta sorte.

Mal voltei para o computador, abri logo o Spotify (post sobre ele logo mais!) e comecei a procurar outras músicas do cara. Nem preciso dizer que o álbum dele está entre os mais tocados da minha biblioteca.

Pequeno histórico:
Ben Howard é um músico inglês, atualmente com 23 anos (!), nascido em Devon, UK. O seu primeiro álbum se chama “Every Kingdom” e foi lançado em 2011 pela Island Records. O estilo dele é basicamente sobre o que eu falava: folk, folk, folk.

Confesso que quando ouvi pelo primeira vez, jurei que era um cantor de country americano, tanto pelo estilo do violão, quanto pela voz. As letras são às vezes um pouco sombrias, mas bem variadas também. Algumas músicas mais famosas, como “Old Pine” e “Everything”, têm um quê de countryside, e parecem me levar direto pra uma estrada empoeirada num fim de tarde.

 
Bom, acho que não posso recomendar o suficiente esse cara, então deixo vocês com alguns vídeos e outros links.

 

Vídeos

“The Wolves” – https://www.youtube.com/watch?v=BLQaGEI5D2Q
“Keep Your Head Up” – https://www.youtube.com/watch?v=ADP65wbBUpc
“The Fear” – https://www.youtube.com/watch?v=dnxCxHLAqn8
“Empty Corridors” (não está no CD, mas é muito boa também) – https://www.youtube.com/watch?v=Ig65hl9XAZs

Links:
http://www.benhowardmusic.co.uk/
https://www.myspace.com/benhoward

Anúncios

~ por Guilherme B.C.G. em 11 de outubro de 2012.

Uma resposta to “Feliz acaso”

  1. É estranho, mas o jeito dele colocar a voz, de cantar em última instancia, é quase confessional e transmite uma tranquilidade que me lembra “Vanessa da Mata”.

    Gostei… é acalmante

Comentários encerrados.

 
%d blogueiros gostam disto: